Catolicismo de maneira inclusiva

Categoria: Monsenhor André Sampaio (Página 1 de 63)

20 de fevereiro – Monsenhor André Sampaio

“Olhemos ao nosso redor e veremos inúmeras possibilidades de sermos úteis ao nosso próximo. Há tantos que necessitam de uma palavra amiga, um sorriso, um aperto de mão, um telefonema. Há momentos em que uma mínima atitude da nossa parte pode ser essencial para devolver à alguém a coragem e a força para continuar na caminhada da vida. Não nos furtemos em prestar nossa solidariedade a quem quer que seja. Somos todos irmãos, filhos do mesmo Pai Celeste. Hoje alguém está necessitando do nosso amor, do nosso carinho, da nossa amizade e da nossa compreensão, mas amanhã poderemos ser nós mesmos os necessitados. Então, deixemos que nossos melhores sentimentos possam emergir, que nossa luz possa brilhar e iluminar a escuridão que esteja circundando a vida de tantos ao nosso redor.”

Monsenhor André Sampaio

19 de fevereiro – Monsenhor André Sampaio

“A ganância corrompe nosso caráter, através dela passamos por cima de conceitos morais e não nos damos conta do grande dano que estamos causando a nós e aos outros. Cometemos muitas faltas, queremos tudo para nós, achamos que não existe o depois, o que conta é o agora. Nos enganamos pensando assim, desta forma nos tornamos egoístas e deixamos para trás ensinamentos morais que poderiam nos ajudar, diante de tantas provas que a vida nos oferece. A ganância nos leva ao desatino, onde temos como companheiros inseparáveis o orgulho e a vaidade, assim sendo, vamos nos isolando do certo e caminhamos ao erro que nos trará muita dor e arrependimento em nossos corações. Deixemos de lado a aquisição do poder a qualquer preço, tudo é passageiro, nada é concreto, tudo o que conquistamos materialmente é apenas um empréstimo, não somos donos de nada, busquemos sim, diariamente nossa dignidade em tudo que formos fazer, desta forma estaremos dando-nos a chance de não nos arrependermos mais adiante.”

Monsenhor André Sampaio

18 de fevereiro – Monsenhor André Sampaio

“O mundo está conturbado, as pessoas descrentes. O orgulho e a vaidade sempre falando mais alto. Tudo isso ocorre por uma única razão: a falta de fé. Se todos os homens cultivassem a fé no Criador o mundo não seria esse caos que estamos vivendo. É difícil mudarmos o mundo, mas podemos mudar a nós mesmos, buscando seguir o caminho do bem, começando por transformarmo-nos interiormente. Creiamos que se tivermos boa vontade e fé no Criador tudo nos será possível. Somente o amor fraterno, a humildade e a caridade nos transformarão em pessoas melhores, em espíritos mais evoluídos. Estamos aqui para crescermos e não para vivermos estagnados na ignorância, na maldade, no egoísmo e no orgulho. Olhemos para o alto e creiamos que Jesus olha por cada um de nós. Ele espera que aprendamos com os nossos erros e que procuremos o caminho que nos levará à verdadeira felicidade. Não essa felicidade mundana e passageira, materialista, mas a felicidade para toda a eternidade, onde a alegria está em ser útil e auxiliar aos mais necessitados. Creiamos que tudo pode melhorar. A Terra pode ser um mundo melhor. Só depende da boa vontade de cada um de nós, procurando sermos mais unidos, caridosos e fraternos.”

Monsenhor André Sampaio

17 de fevereiro – Monsenhor André Sampaio

“O amor é a essência da vida porque provém de Deus. O amor é condição para uma vida plena e feliz, pois é o principal alimento da alma. A falta do amor leva ao orgulho, egoísmo e à vaidade. A falta do amor leva à violência, à indiferença, ao medo. A falta do amor leva ao desgosto, à desilusão, à falta de fé e de esperança. Enfim, a falta do amor leva ao sentimento de vazio na alma, à amargura, ao desespero e às doenças. Só o amor tem o poder de nos libertar de tudo o que é negativo e prejudicial à nossa saúde emocional e física. O amor é semente plantada por Deus em todos os corações, mas que precisa ser cultivada em todos os momentos da vida, para que germine, cresça, floresça e dê bons frutos. Cultivemos o amor, pois sem ele não há vida!”

Monsenhor André Sampaio

16 de fevereiro – Monsenhor André Sampaio

“Fé… Sempre se tem perguntado qual o significado de que a fé remove montanhas. Montanha também pode ser entendido, quando se acumula vários defeitos e não se consegue desfazer-se dos mesmos. A montanha também pode ser criada, se dia a dia você for colocando um punhado de terra num monte. Com o passar do tempo você verá que seu monte está crescendo e virando uma montanha. É imperioso ficar atento, pois podemos criar uma montanha de virtudes ou de defeitos. Quando a montanha estiver alta, se for de virtudes, você se tornará um sábio. Quando a montanha estiver muito alta, se for de imperfeições, você será um ser vazio, comprometido com vários agravos perante ao seu próximo e a Deus. Portanto, pense e repense, qual a montanha que você está construindo, pois ainda é tempo de mudar…”

Monsenhor André Sampaio

« Posts anteriores

© 2024 Katholikos

Por Mauro Nascimento